× QUEM SOMOS CATÁLOGO VINHOS REGIÕES PRODUTORES ONDE ENCONTRAR NOTÍCIAS FALE CONOSCO

Burn Cottage - Biodinâmico Central Otago (Ilha Sul), Nova Zelândia www.burncottage.com
PROPRIETÁRIO Família Sauvage ENÓLOGO Ted Lemon e Claire Mulholland
A VINÍCOLA A Burn Cottage pertence à família americana Sauvage, proprietária também da Koehler-Ruprecht, em Pfalz, Alemanha, além de atuar na importação e no comércio de vinhos nos Estados Unidos. Os primeiros vinhedos foram plantados em 2003, e desde o início do projeto o californiano Ted Lemon, proprietário da Littorai (EUA), é o enólogo consultor. Shane Livingstone é encarregado dos vinhedos e a enóloga residente é Claire Mulholland. A Burn Cottage adota a biodinâmica para produzir seus vinhos generosos, puros e sempre muito bem pontuados. Os rótulos da Burn Cottage (burn = riacho em escocês; cottage = pequena casa de campo) são inspirados no conto The Green Snake and the Beautiful Lily (Das Märchen), de Goethe, cujo tema central é o ser humano completo. Essa história teria inspirado Rudolf Steiner no seu trabalho de biodinamismo. Segundo a filosofia da Burn Cottage, as práticas biodinâmicas podem ser encaradas como uma forma de o “ser humano ideal” trabalhar a longo prazo as soluções dos problemas existentes. Vinhedos

São 11 hectares de vinhedos, sendo 93% cultivados com Pinot Noir, além de uma parcela com as uvas brancas Riesling e Gruner Veltliner. O clima é continental, marcado por verões quentes e invernos frios, com a clássica amplitude térmica entre o dia e a noite, durante o período da colheita, o que garante o amadurecimento das uvas e retém a acidez. Central Otago possui as condições perfeitas para o cultivo de uvas, com baixa incidência de doenças, baixos índices pluviométricos e solos de drenagem livre. Tudo isso contribui para a concentração e a intensidade dos sabores das frutas. Os solos são de xisto e granito degradados, sendo que a maior parte dos terrenos é formada por antigos leitos de rios. Os vinhedos estão entre 240 e 310 metros de altitude, voltados para o nordeste, acima do lago Dunstan, na bacia de Cromwell, ao sul do Paralelo 45.

Produção e vinificação

Os viticultores produzem a própria compostagem usada nos vinhedos e muitas das preparações necessárias para a agricultura biodinâmica. São utilizadas técnicas tradicionais de vinificação em conjunto com equipamentos altamente tecnológicos. As uvas são duplamente selecionadas na adega para garantir a mais alta qualidade. A fermentação é feita com leveduras naturais, em tanques de aço inox, com controle de temperatura, ou em tonéis abertos. Durante o processo de fermentação cada lote é provado duas vezes ao dia. É feito rebaixamento de chapéu manualmente até quatro vezes ao dia. Na maioria das safras, os vinhos não são clarificados ou filtrados. A fermentação malolática ocorre naturalmente na sala de barricas. O vinho de prensa nunca entra na composição final do Burn Cottage Pinot Noir. A trasfega é feita apenas uma vez antes do engarrafamento, e sem uso de bombas.

Colheita manual na Burn Cottage
Vinhedos da Burn Cottage no inverno
Equipe da Burn Cottage, com os enólogos Ted Lemon e Claire Mulholland (extrema direita)