× QUEM SOMOS VINHOS REGIÕES PRODUTORES ONDE ENCONTRAR NOTÍCIAS FALE CONOSCO

Domaine les Aurelles - Biodinâmico Languedoc-Roussillon, França www.les-aurelles.com
PROPRIETÁRIO Basile Saint-Germain ENÓLOGO Margarethe Chapelle
A VINÍCOLA O domaine foi fundado em 1995 por Basile Saint-Germain (que trabalhou no Château Latour) e sua esposa Caroline, na região de Pézenas, a cerca de 30 km do Mediterrâneo. Desde o início, ele adotou a cultura orgânica, passando a biodinâmico em 2018. Perfeccionista, Basile Saint-Germain mantém seus vinhos por longos anos na adega antes da comercialização. Segundo o Guide des Vins Bettane + Desseauve (2020), o Solen, seu vinho de entrada, supera a maioria dos vinhos do Languedoc, enquanto o Aurel é o grande vinho. O Domaine les Aurelles é um dos três únicos produtores da região com três estrelas da Revue du Vin de France, obtidas em 2017. Vinhedos

São 9 hectares de vinhedos, que se beneficiam de uma geologia rara. As vinhas estão plantadas em encostas, sobre socalcos quaternários muito antigos, recobertos por espessas camadas de seixos rolados, com presença de cascalho basáltico, resultante de fluxos vulcânicos. Um solo rico em minerais, em que o basalto desempenha um papel importante na personalidade dos vinhos. Situado a 30 km do mar, o Domaine les Aurelles se beneficia do clima mediterrâneo, temperado pela proximidade do Maciço Central. O frescor que resulta dessa combinação geográfica se reflete em seus vinhos.
As variedades tintas cultivadas são Grenache, Mourvèdre, Syrah e e Carignan e as brancas Rousanne, Clairette e Ugni Blanc.

Produção

A colheita das uvas é manual, com seleção de cachos nos vinhedos e na adega. A vinificação é suave, sem excesso de remontagem e de bâtonnage, buscando sempre a elegância e o frescor nos vinhos, que permanecem durante longos anos na adega, antes de serem comercializados. Em 2001, foi construída a adega bioclimática, em pedra maciça, com tanques vindos da Borgonha. A pureza da construção e a resiliência térmica permitem o acompanhamento dos vinhos com maior precisão durante seu longo envelhecimento. Desde 2013, Basile Saint-Germain segue a cristalização sensitiva (por meio do cloreto de cobre) de Margarethe Chapelle, método usado para detectar as demandas nos vinhedos e na produção dos vinhos, melhorando sua qualidade.

Colheita manual e seleção de uvas no Domaine les Aurelles
Basile Saint-Germain, proprietário do Domaine les Aurelles
Tanques borgonheses, onde os vinhos passam longos meses